fbpx

Presença digital: quem não é visto, não é lembrado!

fidelização de clientes
Fidelização de clientes – É bem mais barato do que trazer novos
19/02/2019
FANPAGE
Fanpage do Facebook | 5 passos para criar a sua agora mesmo
25/03/2019

Presença digital: quem não é visto, não é lembrado!

presença digital
 

Quando na figura de um profissional que se preocupa com a reputação de sua empresa, você já deve ter ouvido falar a respeito da máxima que afirma que “quem é visto, não é lembrado”, não é mesmo? Se sim, saiba que ela cabe e muito para definição de presença digital, tema-central deste artigo.

Por outro lado, se ainda não tiver tido conhecimento a respeito deste popular ditado publicitário, aproveite para logo em primeiro plano levá-lo ao pé da letra, pois você entenderá o porquê disso a seguir.

Se precisasse ser definida em poucas palavras, a presença digital poderia ser descrita como a maneira com a qual uma determinada empresa se posiciona na internet. Além disso – e por se tratar de um conceito relevantemente amplo -, presença digital também pode ser sinônimo da forma com que uma instituição utiliza os meios digitais para se comunicar e se relacionar com seus clientes.

Criar um posicionamento digital consolidado não é tão simples quanto parece!

Após saber qual é a real definição de presença digital, é preciso que você compreenda por onde deve começar a agir para que o seu posicionamento digital consiga ser classificado como o mais consolidado possível.

Para isso, se faz imprescindível que você entenda que, na internet, as pessoas estão à procura de diversas informações ao simples toque de um clique.

Descubra, portanto, quais são as mais recorrentes pesquisas realizadas por elas:

  • Marcas;
  • Serviços;
  • Produtos.

Dito isso, não há como negar que, em pleno final da segunda década do séxulo XXI, a tendência é uma só: as pessoas estão, sim, cada vez mais ligadas às redes sociais, aos e-commerces, aos sites de reclamações gerais e à internet como um todo.

Ainda neste contexto, se faz mais do que necessário que você consiga entender – de uma vez por todas, se possível – que simplesmente possuir um website, perfis em redes sociais ou postar algo de maneira esporádica não deve, longe disso, lhe representar algo confortável no que diz respeito à presença digital. Muito pelo contrário.

Seus clientes estão nas redes sociais!

Muitos empresários se questionam a respeito da necessidade que suas empresas possuem no que tange à marcação de presença nas redes sociais.

À eles, a resposta dada é normalmente padrão: boa parte da população está presente nelas e, se não bastasse, a maioria das empresas também está disponível por lá. Precisa de mais alguma coisa?

Na prática, estas informações só confirmam a tese de que as corporações que não se fazem vistas (na internet, neste caso) não se fazem consequentemente lembradas.

Mais: a partir do momento em que uma empresa deixa de ouvir seu cliente, é justamente ele o responsável por normalmente disseminar as seguintes informações:

  • Determinada empresa não gera valor;
  • Determinada empresa não é vista;
  • Determinada empresa é incapaz de promover a fidelização de um cliente.

Como uma espécie de resultado natural de todo este processo, passa a ser comum que a corporação em questão comece a vender menos, fazendo com que a sua reputação e consequentemente o seu fluxo de caixa venham a se prejudicar quase que na mesma intensidade.

O Brasil é o 4º país melhor ranqueado em números de usuários ativos na internet

Dados recentes divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estática (IBGE) apontaram que, atualmente, o Brasil é o quarto país em número de usuários ativos na internet, sendo que mais de 63% dos domicílios espalhados pelo país possuem acesso à rede, totalizando mais de 100 milhões de pessoas que possuem contato direto para com o universo virtual.

Na prática, esta informação deve ligar o sinal de alerta nas campanhas e nas estratégias adotadas pelos empresários que desconsideram este fato por acreditarem que o Brasil ainda consiste em um terreno infértil para o posicionamento na internet.

Aliás, é também neste momento que o seguinte questionamento deve se fazer levantado: “você tem alguma dúvida de que seu cliente está na internet?”.

O poder da jornada de compra

Voltando-se rapidamente à mensuração das características que mais e melhor pertencem ao conceito de presença digital, não há como negar que é justamente a partir do momento em que esta presença se mostra consolidada que, aí sim, uma determinada empresa consegue de fato atingir o centro de seus públicos-alvo.

Isso por que, quando positivamente estruturada (ou simplesmente amadurecida), a presença digital permite que o empresário – ou o profissional em questão – consiga se relacionar corretamente com sua persona, desenvolvendo e entregando conteúdos necessários de acordo com a sua jornada de compra.

Aliás, vale lembrar que é também através desta conduta que muitas empresas conseguem solucionar, de fato, os problemas mais recorrentes de seus clientes.

Uma presença digital consolidada pode se responsabilizar por fidelizar os clientes de uma marca!

Caso se apresente como um daqueles empresários que não abrem mão em poderem fidelizar os clientes de sua marca da maneira mais definitiva possível, você precisa entender que é também através da presença digital que seus resultados podem vir a aparecer com melhor frequência.

Neste cenário, vale lembrar que a ação de “fidelizar” normalmente vai além de ter um cliente assíduo.

Isso por que o gesto de fidelizar, neste caso, pode estar amplamente mais atrelado à criação de uma estratégia corporativa focada na “moldagem” de fãs e defensores de sua marca. Embora aparente ser algo simplista, vale lembrar que é muito através disso que o “boca-a-boca” a respeito de sua empresa pode vir a lhe trazer extensos benefícios.

Saiba, portanto e de uma ve por todas, como construir sua presença digital

A partir do momento em que você foca em construir uma presença digital para sua empresa, são diversos os fatores que você precisa levar em consideração. Os principais deles, inclusive, estão descritos na listagem a seguir. Confira:

  • Identidade;
  • Forma com a qual a sua prestação de serviços se dá;
  • Cultura;
  • Posicionamento (e branding);
  • Geração de conteúdo;
  • Relacionamento.

Por fim, mas não menos importante por conta disso, vale recordar que quanto mais alinhada a sua estratégia corporativa estiver com relação à jornada de compra de seu cliente, mais assertiva tenderá a ser sua presença digital.

Pense em todas essas informações e características e, se possível, comece agora mesmo a implementar as bases de sua presença digital corporativa. Você não vai se arrepender!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *