fbpx

Marca pessoal – Querendo ou não, você tem uma!

redes sociais
Growth Hacking | Impulsione o seu crescimento com essa metodologia
14/11/2018
vídeo marketing
Vídeo Marketing: A maior oportunidade para o seu negócio em 2019
10/12/2018

Marca pessoal – Querendo ou não, você tem uma!

FANPAGE
 

Marca pessoal: entenda a diferença que há entre esse conceito e a autopromoção

Quando o assunto trata da definição do conceito de marca pessoal, que nada mais é do que a representação do termo original e americano branding personal, é comum que muitas pessoas confundam seu real significado com automopromoção ou, em alguns casos, o façam com relação ao próprio marketing pessoal.

De modo a desmistificar esta tese, é preciso salientar que marca pessoal não se trata de um conceito que diz respeito exclusivamente a você, mas sim do que as pessoas pensam sobre você. Ou seja, é sobretudo com base na reputação pessoal que o conceito de branding personal se formata.

Criar posturas, identidades e positivas reputações demandam tempo

Para que a criação de sua marca pessoal seja apoiada em valores extremamente positivos em termos de reputação, é preciso que você compreenda que o tempo representa um de seus principais pilares.

 Isto é, por mais que a própria instantaneidade das redes sociais lhe proporcione feedbacks momentâneos, é com base no aproveitamento do tempo e na construção periódica de seu perfil que você deve se voltar.

Partindo-se do princípo de que às vezes não são necessários somente dias, mas também meses e anos para que a construção de valores importantes sejam consolidados e agregados a seu perfil, saiba quais são os objetivos nos quais você deve se pautar ao longo da formatação de sua marca pessoal:

  • Confiança;
  • Credibilidade;
  • Autoridade;
  • Influência.

Pessoas escutam pessoas – e não empresas

Suponha que, hipoteticamente, você pretenda adquirir um produto de uma patente recém-lançada no mercado.

 Antes de adquirí-lo, invariavelmente você procurará saber se aquela marca é de fato bem reputada e, melhor ainda, se as pessoas que já compraram seus produtos e/ou serviços a recomendam.

Embora não aparente, essa sua atividade nada mais é do que a audição de pessoas a respeito do objeto de seu interesse.

 Caso uma autoridade do assunto dê sua opinião sobre ele – seja ela positiva ou negativa -, mais seguro você tenderá a ficar com relação à aquisição ou não do produto em si.

Ou seja, o que você faz em uma situação como essa nada mais é do que ouvir pessoas. Aliás, é também por isso que o conceito de marca pessoal se faz tão essencial nos dias de hoje.

Qual é o seu diferencial? O que te faz ser lembrado pelas pessoas?

De modo a sustentar a teoria que já levantamos ao longo deste artigo, não há como deixarmos de tratar dos diferenciais agregados ao seu perfil que, além de positivos, também devem se apresentar como únicos.

Você sabe quais são eles? Se ainda não, está mais do que na hora de você compreender que uma eficiente marca pessoal se constrói, sem qualquer sombra de dúvidas, através de fatores capazes de o diferenciar das demais pessoas.

Neste contexto, também cabe o destaque quanto às diferenças que existem entre os conceitos de popularização e influência.

Isto é, pode ser considerada uma figura popular todas aquelas pessoas que têm admiradores ou fãs que se apresentam de tal maneira pelo simples fato de gostarem de uma pessoa em razão de sua postura, de suas ações de momento ou até mesmo do protagonismo que elas têm em alguns cenários.

Influência, por outro lado, é algo que vai mais além dessa mera e simples teoria. Na prática, para ser considerado um influenciador, uma pessoa precisa se pautar em seu conhecimento de causa e em seu posicionamento perante à sociedade como um todo. Não à toa, pode – de maneira superficial e simplista, é bem verdade – ser considerado um influenciador (ou simplesmente um influencer, como essas pessoas são chamadas nos últimos tempos) aquele que diz algo e as demais pessoas param, literalmente, para lhe ouvir.

Quer passar a estabelecer sua marca de uma vez por todas?

Para que sua marca pessoal passe a ser formatada de uma vez por todas, é primordial que você se atente não somente aos tópicos abaixo, mas também aos próximos e derradeiros paragráfos desse conteúdo. Veja:

  • Quais são os seus reais objetivos?
  • Você sabe o que é storytelling? Pois então crie o mais envolvente possível!;
  • Marque presença nas redes sociais.

Objetivos

Quem é a sua persona? Qual é a razão pela qual você pretende ser lembrado pelas demais pessoas? Antes de mais nada, são esses os dois questionamentos que você deve promover a si mesmo para que, ao respondê-los, você comece a definir seus primeiros e mais cruciais objetivos.

Lembre-se: quanto mais específico for esse seu foco, menores serão as chances de você desviar de seu percurso natural e, consequentemente, também serão menores as chances de você não obter sucesso na conquista deste que é um dos mais fundamentais pontos da construção de sua marca pessoal.

O storytelling

Assim que optar por escrever a sua própria história, não se esqueça de um de seus principais pontos: a genuinidade. Ser genuíno, neste caso, é sinônimo de viver a sua própria caminhada de maneira protagonista e ativa. Não se esqueça de que a construção de um eficiente storytelling mais uma vez em nada tem a ver com promoção (ou marketing) pessoal.

O desafio da criação do tal storytelling, inclusive, reside justamente no fato de você ter de criar algo que gere relevância para o dia a dia de seu público – e não necessariamente se autopromova através dele.

As redes sociais

Com o intuito de caminharmos para a reta final deste breve, mas fundamental artigo, não há como deixarmos de tratar do poder (sobretudo em razão de suas instantaneidades) que somente as redes sociais são capazes de oferecer à construção de sua marca pessoal.

Por tudo isso, acaba por ser mais do que simplesmente indicado que você marque presença em ao menos uma delas. Sendo assim, o objetivo é fazer com que você crie mais um canal de comunicação para com seu público, fazendo com que as relações entre vocês se aproxime no melhor de seus significados.

Na prática, é o Linkedin e o Instagram que se destacam como sendo duas das mais importantes redes sociais as quais você deve se voltar.

Pense nisso!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *