fbpx

Máquina de vendas – tenha previsibilidade

funil de vendas
Funil de vendas – O que é? e como desenvolver o seu
02/07/2018
marketing de conteúdo para e-commerce
Experiência de compra – fidelize e crie defensores da sua marca
03/10/2018

Máquina de vendas – tenha previsibilidade

maquina de vendas
 

Pretende fazer com que sua empresa cresça nas intensidades e nos tempos certos? Conheça o conceito “Máquina de Vendas”

Você cria metas a bater ao longo de um determinado período, mas não consegue a alcançar de maneira alguma? Você sofre com a instabilidade no seu índice de receitas e, pior, não consegue mensurar até que ponto o lucro de sua empresa lhe é positivo?

Se você respondeu afirmativamente para cada uma dessas perguntas, aperte os cintos, pois esse artigo foi criado única e exclusivamente para você!

Em primeiro lugar, você precisa ter claro em sua mente empreendedora que, para o seu negócio crescer, você não deve ser dependente da direção dos ventos, de fórmula mágica ou de qualquer outra atividade extra à sua própria conduta profissional.

Caso essa regra seja acompanhada de um crescimento regular e constante, então, melhor ainda.

Em primeiro plano, você precisa compreender que o desenho de uma espécie de “máquina de vendas” pode se apresentar como justamente a ferramenta que seu empreendimento necessita para alavancar de uma vez por todas.

E vamos além: esse é um preceito que independe do perfil e do porte de sua empresa. Isto é, por mais que sua corporação conte com apenas três funcionários, a máquina de vendas pode, de maneira extremamente simples e eficaz, ser mais do que simplesmente útil para o seu crescimento institucional.

Máquina de vendas

Após desenhar um modelo de máquina de vendas adequado para o seu próprio negócio, a tendência natural é a de que seu empreendimento passe a ganhar mais previsibilidade (no melhor dos significados do termo), escalabilidade, otimização e eficiência.

Embora possa não aparentar, esses são os quatro conceitos-chave para que você não somente melhore seu índice de receitas, mas ainda conte com uma maior regularidade em suas ações.

Com “escalável”, subentende-se que seu negócio tende a melhorar com o tempo sem que, para isso, você tenha de revisitá-lo com frequência.

Ainda nesse quesito, cabe ressaltar que, por mais que a demanda aumente, seu empreendimento continuará a performar conforme o esperado.

Por outro lado, o termo “previsível” se associa diretamente com a criação de uma consistência regular e que possui o objetivo de projetar um crescimento apoiado em um processo técnico (e não somente na intenção de crescer).

Após essas duas etapas, o lucro tenderá a ser uma frequente mais presente em seu negócio, quando que, através dele, você entenderá que o valor gerado por um novo cliente precisará ser maior do que o que você teve de dispender para conquistá-lo. Para tal abordagem, se dá o nome de “custo de aquisição do cliente”.

Saiba quais são as atitudes que acompanham a formatação de uma máquina de vendas

Em linhas gerais, as atitudes complementares ao desenho real de uma máquina de vendas podem ser representadas pelos seguintes tópicos:

  • Posicionamento empresarial estratégico;
  • Definição de público-alvo;
  • Impacto proporcionado ao público-alvo;
  • Diferenciais competitivos;
  • Funil de vendas;
  • Pós-venda.

Como eu quero que minha empresa seja vista pelo mercado?

Essa é a primeira indagação que deve nortear o posicionamento estratégico de sua empresa.

Mais: trata-se de um questionamento que deve partir do próprio empreendedor/proprietário do negócio antes mesmo que os demais departamentos da instituição sejam comunicados das estratégias que serão tomadas para definir esse real posicionamento mercadológico.

Atrelado a essa ideia, também é preciso compreender “o que faz uma empresa ser vista de forma mais positiva que as demais”. Nesse sentido, valores como propósito e essência precisam ser avaliados.

Quem é meu público e como faço para falar com ele?

Tão básico quanto compreender o real posicionamento de sua empresa é entender quem, no campo da realidade, compõe a fatia de pessoas que você pode classificar como uma espécie de “público-alvo ideal”.

De maneira ainda mais aprofundada, é imprescindível que você venha a estabelecer metas de “personas” para o seu negócio.

Personas, nesse caso, nada mais são que pessoas devidamente detalhadas (via gênero, idade e estilo de vida, por exemplo) a quem seu negócio busca impactar.

Após o traço desses perfis, é necessário levantar em que momento esse público prefere adquirir um determinado produto ou serviço.

Além disso, é absolutamente positivo que se saiba onde encontrar cada uma dessas personas. Que locais elas costumam frequentar? Onde trabalham?

Por fim, essa definição do público-alvo também pode se apoiar no quão atrativo é um segmento mercadológico. Para defini-lo, cinco fatores são chave. Confira quais são eles:

  • Considerável;
  • Identificável;
  • Acessível;
  • Estável;

Diferenciais competitivos e funil de vendas

Além de perfeitamente interligados, os conceitos de “diferencial competitivo” e “funil de vendas” são essenciais para que o sucesso de um determinado negócio seja alcançado em plenitude.

Com o primeiro deles, entende-se uma melhor prestação de serviços ou uma mais otimizada finalização de um determinado produto.

Com a concorrência mercadológica atual – em todos os segmentos produtivos, é bom que se diga – se diferenciar da concorrência é mais do que simplesmente necessário.

Por sua vez, o conceito de funil de vendas foi criado para que o processo de vendas viesse a ser observado como algo que extrapola a mera assinatura de um contrato.

Ao longo do funil (do topo à base), os seguintes conceitos compõem o sistema:

  • Prospecção;
  • Qualificação;
  • Apresentação;
  • Maturação;
  • Negociação;
  • Fechamento;
  • Pós-venda.

As ações de pós-venda são primordiais para a positiva reputação de uma empresa

Se pudessem ser definidas em poucas palavras, as ações de pós-venda poderiam ser descritas enquanto atividades que buscam compreender a real satisfação de um cliente quanto ao produto e/ou serviço adquirido em parceria com uma determinada instituição.

Além do recebimento dos feedbacks, é também no pós-venda que novas comercializações podem ser criadas.

Traduzindo essa técnica para o universo corporativo, é no pós-venda que, na maioria dos casos, a fidelização do cliente parceiro se faz mais sólida que o habitual.

Em linhas gerais, pós-venda nada mais é do que o aperto de mãos estabelecido entre mercado e consumidor com o intuito de criar laços para uma longa e positiva parceria.

O desenvolvimento de um processo contínuo de aquisição de clientes (máquina de vendas) é muito negligenciado por pequenas e médias empresas, principalmente aquelas que contam com pessoas técnicas em seu quadro societário, pessoas que entendem do negócio e não de negócios. 

Não estou defendendo que o empreendedor saiba de tudo, mas sim que ele saiba da importância de ter uma máquina de vendas rodando no seu negócio. 

Uma forma de desenvolver uma máquina de vendas sem o envolvimento constante dos sócios é através de alguma agência especializada em crescimento de negócios (Como a Impulsione Negócios).

Para falar com nossos consultores ou qualquer dúvida entre em contato via whatsapp acessando o botão abaixo. 

 

 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *